among us

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

À imagem e semelhança do namorado

Ando a ler o livro "Comer, Orar, Amar" da Elizabeth Gilbert e nele a autora admite que é uma daquelas mulheres que se modela à imagem do namorado que tem.
Ora aí está uma coisa que eu nunca compreendi e que já pude observar de perto. Acho muito esquisito.

Eu tinha uma amiga (e sim tinha) que quando a conheci há uns 8 anos atrás namorava com um rapaz bastante desportivo, e ela também o era, com aquelas calças largas a cair-lhe pelo rabo abaixo, camisolas de capucho e mesmo no Verão andava sempre de camisolas de manga comprida ainda que finas. Uma altura lá me confidenciou que era porque ele não gostava de a ver com os ombros à mostra. WTF?
Andou com ele 3 anos e finalmente acabou o namoro porque "ele a tratava mal". Pouco depois começou a namorar com um estudante de Informática e ó minha gente foi vê-la a perceber de computadores como antes percebia de voleibol. Comprou um Mac porque a Apple é que é fixe e só me falava dos programas que tinha arranjado para isto e para aquilo. Durou um ano.
Entretanto apresentei-lhe um colega de trabalho a quem eu chamava o "piercingueiro" porque ele estava basicamente furado em tudo quanto é lado. Apaixonaram-se, começaram a namorar e o que é que ela faz ao fim de uma semana de namoro? Dois piercings, pois então. E ela que detestava sair à noite e tal passava a vida nisso, enfim. Terminaram. Começou a namorar com um francês. Muito chic. Agora o guarda roupa dela só tem vestidos. Ela passou de usar sempre sapatilhas para ter um armário em casa com mais de 60 pares de sapatos.

Isto deve dar trabalho. Não se ter auto-estima nem personalidade própria ao ponto de se moldar à pessoa com quem se está deve dar muito trabalho. Para mim só por isso já não dava. E um dos motivos que me levou a deixar de lhe falar foi o facto de eu já não me conseguir adaptar às diferentes "pessoas" que ela era de cada vez que mudava de companhia.

19 comentários:

Just a Lady disse...

Meu Deus!
Não compreendo como é que alguém se pode deixar manipular assim, é horrível...
Passei por algo parecido, até abrir os olhos e ver que o meu ex me queria mudar à maneira dele, e acabei. Sofri muito, mas não voltarei a deixar isso acontecer, primeiro Eu, depois só os outros.
Não há nada pior do que não ter personalidade, mudar tudo pelos outros?
Não me parece, como se costuma dizer, "antes só que mal acompanhada".
*kiss*

A Minha Essência disse...

Uma relação tem que ser saudável senão não faz sentido existir!

Beijo

Nokas disse...

Eu gosto de pessoas com personalidade e opinião própria, de outra forma não nos damos bem...

Dark angel disse...

Quanto ao livro, confesso que tenho interesse em lê-lo, assim como provavelamente já perdi a oportunidade de ver em cinema, porque ando sem tempo para nada ( e ainda bem que agora tive um tempinho para o blogue:) ). Quanto ao resto... há quem tenha personalidade forte e há quem se ajusta permanentemente a tudo e todos. Por falta de segurança, auto-estima... sei lá, há muitos indicadores.
Assumir-se é mais difícil, requer alguma força de espírito que o ajuste não precisa. Mas enfim, o mundo é constituído por uns e outros, que no final das contas... acaba por ter interesses para todos.
Beijinhos :)

S* disse...

Isso exige é dinheiro para estar sempre a mudar de visual e de vestimentas. :P Já para não falar do raio da falta de personalidade...

Eli disse...

Isso será amar alguém? Ou simplesmente não querer estar sozinha? Amar é mostrar quem somos realmente :)
Quanto ao livro, já ouvi falar muito bem, aconselhas?

guida disse...

Hmmm... é uma pessoa influenciável. Concordo contigo quando dizes que não mostra ter uma personalidade própria. Ela tem de aprender.

Panda disse...

Just a Lady,
ainda bem que deste por ela. Porque há diferenças entre pessoas como a minha ex amiga que é SEMPRE assim ou pessoas que numa relação sem darem muito por isso se começam a adaptar ao namorado, porque o companheiro proporciona isso.
É claro que nunca é saudável.

Panda disse...

Eli,
vou a meio do livro, neste mês o tempo para o que for faz-se pouco.
Estou a gostar, aquilo basicamente é como um diário da autora mas ela escreve de uma forma muito divertida. Quando acabar de o ler faço um post a leitura em dia e dou a opinião. ;)

Eli disse...

Fico à espera então para saber o que achas-te do livro :)

M. disse...

Isto é pior que um cameleão...

E mais feio..,.

*Sininho* disse...

Concordo plenamente contigo! Eu não conheço nenhum caso destes, mas acho triste que haja pessoas tão pouco seguras que já nem devem saber quem são...
Beijinhos!
PS - Também li o livro ;)

Saltos Altos Vermelhos disse...

E onde está a personalidade da coisa?

Pimpinela disse...

[Não Panda, namoramos há 9 anos e 8messes LOL :Pp]

Qto ao teu post... é mesmo triste viver assim :/ em função dos outros.. :/

Panda disse...

Pimpinela,
devo ter-te confundido com outro blog porque tinha impressão que tinha sido no teu blog que li há cerca de um mês que tinhas terminado um namoro e por isso pensei que era uma relação nova ;)
Namoras há tanto tempo quanto eu e o meu às vezes também faz isso LOOOL mas já morámos juntos e como ele acorda quando eu acordo e vice versa é normal.

*C*inderela disse...

Bolas, é por isso que os namoros também não duram ... parece uma gemea siamesa deles.

ariel disse...

falta de personalidade!

Olhos Dourados disse...

Fónix, será que ela não tem personalidade própria?

ÓH LAMPADAS disse...

ve o filme vale a pena.