among us

domingo, 2 de outubro de 2011

Desamores

É claro que não sou a favor de divórcios. Aliás acho que hoje em dia são olhados com muita leveza, parece-me por vezes que as pessoas não se esforçam minimamente para que dê certo, ninguém é perfeito e o casamento não é só coisas boas, antes pelo contrário. O bom de se estar casado é saber que pode vir o fim do mundo em cuecas que nós temos ao nosso lado alguém para nos apoiar. Acontece que ultimamente anda muita gente a desabafar comigo sobre os maridos. E todas se queixam do mesmo: que eles não querem saber delas o suficiente. Porque eles preferem a pesca, o futebol, ir para o café com os amigos, que chegam a casa às tantas, os filhos mal vêem os pais, que elas se queixam e eles se riem e nada muda. Eu só de as ouvir fico nervosa. Há homens que não sabem definir prioridades, as mulheres nisso são melhores sem dúvida, eu não estou a dizer que se deve perder a individualidade mas a família está em primeiro lugar, há que lhes dar tempo de qualidade, à frente de coisinhas como ir jogar cartas para o café e esquecer as horas.
Comigo não dava...já os tinha mandado dar uma curva... só que não é fácil. São vidas, filhos, casas, ordenados partilhados e há coisas que custa dividir ao meio. E o pior é que eles não mudam, quem está assim habituado não muda mesmo. E ou elas se habituam ou mudam elas de vida. Entretanto sou eu a psicóloga.

11 comentários:

S* disse...

Claro que depois de se estar casado, depois de dividir despesas, se calhar começar a comprar carro e casa juntos, é complicado virar as costas... mas não admito ser segunda escolha. Nunca mais.

100 Pretensões disse...

Pronto agora já te comento, é que aqueles posts faziam inveja, para além das ferias ainda fazes o pino,algo que nem em sonhos consigo fazer haha

quanto a este post, concordo também não acredito que mudem mas há muita coisa em jogo.
**

abspinola disse...

Um bom post, falas de algo muito sensivel e bantante actual, e como dizes e bem, não fazem um esforço para o bem do casamento.
Nos aqui na familia estamos a viver esse drama de separação, nunca pensamos que podia acontecer aquele casal e ficamos tipo choque como foi possivel, o passo foi dado, e depois de muitas conversas com ambos, dou por mim a pensar que conversar, por as cartas em cima da mesa, as prioridades de um casal, já não digo e não falo em filhos, se o casal nao esta em harmonia não há harmonia nem paz com os filhos, mas acima de tudo conversar, não deixar aquela discussão, aquele tal problema para amanha, resolver logo na hora, falo assim porque há dois atras era eu que andava a pensar nisso e dei um muro na mesa e disse basta, vamos conversar, vamos mudar para bem do nosso amor e do nosso filho.
Os maridos que saem a noite com os amigos e vão para o café a toda a hora, não consigo atribuir a culpa somente ao marido, mas sim a mulher, se não gosta que mude esse habito, tambem gostavas que eu fizesse o mesmo, chegares a casa não teres comida, roupa e cama lavada, é logo assim.

Desculpes mulheres nos não somos MAES dos nossos maridos, somos companheiras , amigas e amantes não escravas.

Princess Charming disse...

A sorte delas é terem uma psicóloga tão consciente :)

Panda disse...

abspinola
amém ao que dizes. Mas olha que é precisa muita coragem e muita convicção para dar esse tal murro na mesa e ser credível. Porque pelo menos uma sei eu que o faz e ele continua pouco se borrifando. Estou a ver que a separação é a única solução e olha que sei que nenhum a quer... mas ele também não quer deixar os hábitos. Enfim, é muito complicado.

Nokas disse...

Um casamento é como uma equipa, só funciona em conjunto!!

*Lili* disse...

É deveras bastante complicado. Eu confesso que já me fui habituando a essa ideia de separação fácil, porque realmente hoje em dia ninguém faz o mínimo esforço para que dê certo! Nem pensar nisso, estás bem estás não estás bem põe-te e é o que acontece. Conheço 3 casos que não foram os mais graves e ainda assim completamente infantis, não sei o que se passou porque ninguém me dirigiu a palavra, mas tive pena de ter colegas tão infantis. E conheço um grande caso que realmente me deixa triste porque foram anos de amor e casamento deitados fora. Mas isto porque em parte, o homem não fazia nada pelo amor e carinho da família... Os homens pensam que basta dar dinheiro e comprasse a família, não é bem assim... acima de tudo precisamos de amor. Enfim...Há gente muito "cega" neste mundo.

http://realdreams-liliana.blogspot.com/

*C*inderela disse...

Não sei quanto tempo de casamento têm esses pessoas em questão mas há muitos casos que o casamento não dura muito tempo porque as pessoas não se convencem nem se mentalizaram que com o casamento/vida a dois há muita coisa que muda.
Concordo com a abspinola, nós não somos as mães e isso tem que ficar bem esclarecido de inicio. Não é dividir umas coisas e outras ficar apenas a cargo da mulher.
Acho muito bem o casal manter alguma rotina de solteiro (sair com os amigos e isso) mas é ter a consciência que muito provavelmente não será com a mesma frequência.
Há aqueles casos em que nenhum dos dois abdica de nada e separam como há casos que uma pessoa se acomoda e vive um casamento infeliz.

Bjokas

Sónia disse...

Eles não ficam assim depois de casar, nem depois de ter filhos (ou elas porque existem mulheres assim), eles vão dando sinais disso durante o namoro, cabe à outra parte perceber os sinais e decidir se quer ou não ficar com alguém assim.
antes de me casar eu e o meu marido pusemos as cartas todas na mesa, falamos de tudo. Até agora estou bem como estou. Num dias vai ele espairecer que é preciso quando e tem filhos noutros vou eu, mas a maior parte do tempo estamos os 4 juntos e felizes pois era isso que ambos queríamos.

abspinola disse...

Panda é dificil mudar não cabe a um só, mas aos dois, e se não há uma mudança de um deles então não vale a pena, no meu caso o muro foi bem dado e sei que a cara metade mudou muito, mas claro nenhum casamento é perfeito e todos temos os nossos momentos maus, mas há que saber dar a volta por cima, se calhar como já passei por tanto já tenho uma outra visão... em falar em casamento daqui a 2 dias faço 8 anos de casada... fogo... o tempo passa.

Bjs

Soraia Jesus disse...

gostei do post *