among us

sábado, 22 de novembro de 2014

Sócrates, a Política e a Justiça

Mesmo antes de me deitar vejo a notícia na TV.
E deixou-me a pensar, reconheço que até sonhei com isso, naquilo que eu acho que é o grande problema deste país: a Justiça, ou a falta dela. Este ano tem sido cheio de fogo de vista para os lados da Justiça: políticos presos, banqueiros, chefes da polícia. E depois? Depois como é gente que roubou o povo não lhes falta dinheiro (mas não em nome deles, claro), e contratam advogados que são ainda mais mafiosos que eles, que encontram brechas nas formulações das leis. que subornam juízes, e depois não dá em nada. E enquanto não der em nada vão existir polícias, políticos, banqueiros, juízes corruptos e este país há-de estar sempre na merda.
Alguém me diga como é que José Sócrates que não tem nadinha em nome dele, nem a mãe, nem a família mais chegada, consegue pagar uma casa em Paris de 3 milhões e um bom advogado?
Não tem bens, é atribuir-lhe um da Segurança Social, coitado.
Oxalá esta detenção fosse sinal de mudança dos tempos, mas temo que ainda não é desta.

4 comentários:

Cátia disse...

Voltou a passar na telejornal e o meu pai estava sempre "Só Ladrões... Ladrões... É só gatunagem neste mundo. Deviam era todos morrer."

Moa disse...

Era agarrar neles todos, mete-los num barco e afundá-lo...

Sónia RM disse...

E será que é só o Socrates? E o Portas e o Passos? São todos iguais.
Espero que a justiça comece a funcionar como devia ser neste país.

Karina sem acento disse...

Eu fiquei contente com esta notícia. Senti, pela primeira vez durante muito tempo, esperança que a justiça em Portugal poderá estar a mudar para melhor.
Vamos ver agora os próximos capítulos...