among us

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Leituras em dia - Sveva Casati Modignani


Finalmente li um livro desta senhora e percebi porque se tornou numa best-seller. Escreve bem e é imaginativa. Agora se me perguntarem se gostei do livro "Baunilha e chocolate" a minha resposta é: não é mau, mas também não é bom. Diria que é um 3 numa escala de 5. Provavelmente porque a Sveva escreve sobre romances banais, daqueles do dia a dia, em que menina conhece menino e a vida é difícil e há traições e filhos. Não gosto de romances simples, batidos. Fez-me lembrar Nicholas Sparks. Entendo que haja quem goste mas não é para mim. E outra coisa é que, na minha opinião, todas mas absolutamente todas as personagens femininas deste livro  (e ainda são algumas) são muito ingénuas, diria mesmo burrinhas.
A D. Sveva escreve sonhos e não realidades.
Spoiler alert --> se vai ler o livro não leia isto 
Qual é a mulher que tendo uma boa base familiar, é traída desde antes de casar (e tem conhecimento disso), é tratada abaixo de cão e mesmo assim um dia decide perdoar o marido porque, sim... ,ao fim de 20 anos ele mudou??

9 comentários:

Turista disse...

Querida Panda, tenho exactamente a mesma opinião que tu desta autora! Aliás, eu só li mesmo este "Baunilha e chocolate", porque ficamos assim no "nim". Desfolhei outras obras da mesma autora e pareceu-me mais do mesmo. :)

O Ramalhete disse...

Lá porque tem uma boa base familiar, não quer dizer que necessariamente tem uma boa base social ou mesmo de auto-estima e personalidade.

*C*inderela disse...

tenho esse cá em casa para ler. li a cor da paixão e gostei. são leituras leves mas gosto imenso.

bjokas

S* disse...

Ai credo, se a história é essa, dispenso.

Petra disse...

Olha curioso que o baunilha e chocolate foi o que menos gostei dela... Os outros que li: a cor da paixão, simplesmente Jiulia, lição de tango, feminino singular e por fim a viela da duqueza, adorei! beijo

Ana FVP disse...

Concordo contigo, mas no final gosto bastante dos livros dela. Para quando não quero pensar em mais nada não há melhor!

E neste livro acho que o que ela queria mostrar é que tanto um como o outro "erraram", mas no fim percebem que lidam bem com as falhas um do outro.

Mas acho que sou uma romântica sem regras. Lol

Princess Charming disse...

Verdade! :) Li Sveva este Verão e Nicholas Sparks no verão passado. Para mim a Sveva difere no sentido em que não consigo saber os nomes de toda a gente. São tantas as personagens que dou por mim, quase no fim do livro, a já não me lembrar se a Maria é a filha ou a Avó, só ao ler mais um pouco da frase é que me situo lol (pode ter sido falta de atenção minha, mas pronto)

Alix disse...

já nem vou ler nada dela, depois de ler isto. e casos de mulheres assim, conheço muitos, infelizmente.

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

Percebo o que dizes, mas depois de no meu caso pessoal/profissional ter q ler tanta coisa maçuda e complicada no dia a dia ás vezes leio Sveva para descansar os miolos (ihihih)
Quanto á questão que colocas no fim do livro...é preciso ter-se um "cadinho assim" de mais experiência de vida (não falo de idade, falo mesmo de experiência de vida) para se perceber porque por vezes as pessoas tomam determinadas atitudes....tenho aprendido isso á minha conta...