among us

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Coisas que se aprende com o Celebrity Apprentice


Viciei mesmo no programa porque se há coisa boa para as audiências são as "catfights" as intrigas entre mulherio. Já não digo o mesmo da reputação das duas senhoras visadas (para quem não vê Joan Rivers e Annie Duke), desceram a um nível que nenhum zé-ninguém ousaria descer, aquilo é mesmo coisa de quem acha que tem o rei na barriga e já não precisa de medir palavras ou ações.
Eu antes do programa já conhecia a Joan e sempre lhe achei piada e no meio da luta torcia mais por ela porque de fato a Annie parecia-me manipuladora, mas a Joan é que descarrilou para o brejeiro. Podiam passar a ideia de autênticos "anjos" a reunir dinheiro para caridade mas assim só passaram a ideia de duas peixeiras, no Bolhão faziam sucesso.


Anyway, devo dizer que também (finalmente) compreendi porque se apaixonou a Sandra Bullock pelo Jesse James, que era coisa que me fazia confusão. E depois de saber da traição ainda menos compreendia, mas ao ver o programa tornou-se o meu favorito. Aquele ar pacífico mas ao mesmo tempo selvagem, reservado mas com um humor de ponta dá-lhe um certo charme irresistível. Agora trair a Sandra para andar com a Kat von D. volta a mostrar as contradições daquele homem.

4 comentários:

S* disse...

O homem tem é mau gosto. Mas charme parece ter. Quanto às ladies, são peixeiras, disseste bem.

na america profunda disse...

Panda passei para deixar um beijinho especial e desejar-vos um dia lindo e sem stress, aproveita bem que passa muito rapidoo
e depois uma excelente lua-de-mel na cidade que nunca dorme
beijinhos

Joana disse...

Nunca vi o programa. Quanto ao Jesse James acho feio que até doi mas lá está, elas não lhe resistem :)

maria disse...

As mulheres a serem umas filhas da p*ta umas para as outras é coisa que nunca muda e, pelo visto, nunca vai mudar. E que cabra que é aquela Joan Rivers, ou então já está mas é senil!