among us

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Amo-te muito ó deficiente


A facilidade e a leveza com que certos casais se insultam é daquelas coisas que me deixa verdadeiramente admirada.
Hoje entre outras pérolas ouvi um casal (perto dos 30) em que o marido diz para a mulher: "És mesmo deficiente, para que queres meter isso num saco?" Mas assim como quem diz: "Não nos esquecemos de nada?" E ela nem aí. Eu não acho mal que os casais "discutam" por causa de ninharias, acho é estranho quando nunca discutem. Mas tenho para mim que do chamar "deficiente" como se fosse normal até ao par de estalos ou ao completo desprezo um pelo outro, a distância não é muita, mas pronto.

16 comentários:

Just a Lady disse...

Credo. Há com cada cena, a minha alma fica parva =/

TheWriter disse...

Ontem aconteceu-me uma parecida, mas com uma amiga.
Fomos a uma papelaria carregar os telemóveis, e só me lembrei de levar a carteira, e esqueci-me completamente que no telemóvel é que tinha as referências. Quando chegamos:
- Ishh esqueci-me do telemóvel, assim não tenho as referências.
- Oh burra dum cabrão!
e a senhora: Ai meninas vocês tratam-se assim?!

O meu namorado também me chama porca, badalhoca e piquena... Claro que, nas alturas certas os nomes vêm ao de cima... Apesar de agora chamá-lo pelo nome, normalmente. :)
Há que saber escolher as alturas...

Panda disse...

The Writer eu entendo o que queres dizer, e até tenho notado que as teenagers hoje em dia por ex. acham muito bem chamar "bitch" umas às outras e não o fazem de forma ofensiva, ou melhor com intenção ofensiva.
Eu mesmo assim não gosto nem de ver ou ouvir. Sei lá, chamem-me antiquada mas por aqui o respeito sempre foi bonito.
Eu digo c*ralho e f*da-se, com demasiada frequência até LOL mas andar a chamar uns aos outros deficiente, cabra e outras que tais, para mim não. Porque cabra é cabra, carinhosa ou não.

Joana disse...

ahhahahahahah parece os pais do meu namorado :)

*Lili* disse...

Bem eu chamo de tudo e mais alguma coisa à minha irmã e por vezes digo o nome mais ofensivo que possa haver da forma mais engraçada possível de modo a não ofender, e isso entre nós é admissível. Mas quando se trata de agir em público jamais chamaria deficiente ou cabra à minha irmã nem a ela nem a ninguém conhecido diria eu... Agora também depende do modo como se diz... A atitude é fundamental neste tipo de situação. E uma pessoa percebe quando se está a exagerar ou não... Mas essa do casal sinceramente deixou-me KO oO Mas deixa estar que uma vez fui almoçar ao shopping com a minha mamã e a minha irmã e não é que um casal põe-se à mesa com um filho ao lado cada um a mexer no seu telemóvel como se o miúdo não estivesse ali...Sinceramente não foi ofensivo nada disso, foi imaturo. Enfim querida isto para te dizer que este mundo está a ficar pior <.<

http://realdreams-liliana.blogspot.com/

Luisinha disse...

Plenamente de acordo contigo, quando a faalta de respeito já é assim, daqui a nada andam mesmo ao estalo!!!
Bjinhos e bom fim de semana

Dark angel disse...

Conheço um casal que ainda um dia destes estávamos a jantar na casa deles e ele disse para ela sem pudores "oh, vai apanhar no cu, tu e a tua conversa!!!" ao que ela respondeu com um sorriso.
E dão muito bem, assim, mesmo com estes termos. Confesso que me faz muita, muita confusão. Não gosto, e odiaria que a minha cara metade me fizesse o mesmo, ou melhor, ele que se livre de o fazer!... :P de qualquer maneira, olha... já aprendi que cada um tem a sua relação... e que por muita confusão que me faça, desde que sejam felizes, é o que importa. :)

Panda disse...

Sim se calhar foi a atitude como ele o disse, naquele tom de "dah és mesmo estúpida" que me deixou :O

*Sininho* disse...

Acho que tem tudo a ver com o tom com que se fala. Às vezes também mimo o meu menino com umas palavrinhas que se não fossem ditas enquanto me derreto por ele, poderiam parecer mal... =)

Isa disse...

Entre eu e aminha irmã por vezes usamos termos menos bonitos para chamar uma a outra, mas quem ouve percebe que é mesmo na brincadeira e nunca é em publico! Agora se o meu marido me dissesse uma assim... estava o caldo entornado!

100 Pretensões disse...

haha tens razão, a mim também me faz confusão mas vejo muitos casais assim e depois o outro reaje bem e até solta gargalhadas,ás vezes até são private jokes e nós não sabemos :)
**

Bella disse...

É gente deficiente, entendem-se bem assim;)
Bjokas e bom fim de semana

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

Uma vez vi num programa do Dr. Phil que ha determinados modos de insulto que para os que estão de fora são insultos e para os que estão por dentro da coisa podem ser as maiores declarações de amor e que isso era mais saudavel(qd n são insultos, claro) que as frases cliché desprovidas de sentimento...

Eu e o meu marido muitas xx (não em publico) chamamos coisas estranhissimas um ao outro, nem te passa pela cabeça...qd ele deixar de o fazer sei q algo está mal...tem a ver com cumplicidade, e com coisas nossas que quem esta de fora nunca conseguriria perceber mesmo que tentasse (nem nós queremos....esta a leguas, a leguas);) Isso e tantas outras coisas do nosso ppo mundo é que fazem a nossa vida girar, fazem-nos rir, e ser cada vez mais felizes :) E claro ás xx tb nos tratamos por amor e tal...mas isso é qd estamos com pressa ou sem vontade de uma bela gargalhada! :D

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

(claro que não me parece que o que eu comentei tenha algo a ver com o que tu vis-te....acho que isso ja me parece uma falta de respeito e isso nunca admitiria....)

Dina disse...

Acho que depende muito da maneira como se fala. Porque é comum entre nós usarmos estes termos ("que troll", "que deficiente, queres ajuda", etc.)na brincadeira, quando o outro faz alguma asneira, por exemplo, e não acho que seja um insulto....

Ta' disse...

Eu antes também achava uma parvoíce que as amigas se tratassem umas às outras por porca, badalhoca e afins, achava ridiculo! Ate que um dia perguntei a uma amiga qual era a sala que teriamos aulas e ela responde-me com a maior naturalidade do mundo "é a B1.08 minha ganda cabra" =O eu fiquei de boca aberta mas tive que me rir porque ninguém estava a espera daquilo e foi totalmente sem intenção de ofender. A partir daí pegou, mas adoramo-nos e concordo muito com o que ja foi dito acima, tem muito a ver com o tom e cumplicidade que existe entre as pessoas porque eu não chama cabra a outras amigas minhas fora desse circulo por exemplo ;)