among us

quarta-feira, 12 de junho de 2013

A consciência de cada um


Ao fim do dia, já mortos de cansaço, resolvemos ainda ir da Torre Eiffell ao Hôtel des Invalides e regressar a tempo da hora marcada para subir ao topo da Torre. Pelo caminho passamos por 2 polícias a dormir dentro de um carro patrulha. Sim, ferradinhos no sono.
Cerca de 1km à frente dos polícias encontramos uma carteira no chão. Era de uma senhora romena, muito bom aspecto pela foto e tinha tudo lá dentro: BI, carta de condução, cartões de crédito e débito, foto do filho e 100€ em dinheiro.
Voltamos para trás para encontrar os polícias, sabendo que assim caminhamos uns kms em vão porque não haveria tempo (nem pernas) para voltar a fazer o percurso já feito. Pelo caminho disse ao meu marido se não seria melhor ficar com o dinheiro, é que a meu ver os polícias iam ficar com o dinheiro para eles. O meu marido chamou-me à atenção que independentemente disso a nossa consciência ficaria limpa, os polícias que fizessem o que quisessem... e tinha razão.
Mas continua a achar que o dinheiro nunca será entregue à senhora... ainda assim teve muita sorte com quem lhe encontrou a carteira porque lá eles não pedem código para usar os cartões...
Cheguei ao carro patrulha e bati no vidro, o polícia do lado do condutor até deu um salto, o que estava do nosso lado estava tão ferradinho no sono que nem se mexeu, foi preciso o colega mandar-lhe uma valente cotevelada... entreguei-lhes a carteira e ficamos sentados num banco a admirar a obra de arte de Gustav Eiffell até subirmos ao topo.

5 comentários:

Turista disse...

Querida Panda, aposto que os polícias disseram à dona da carteira que a mesma foi encontrada somente com os documentos... ;)
Beijinhos grandes e bem hajam, pela vossa ação.

A Espiga de Trigo disse...

Ainda bem que há gente como vocês, mas há dois erros nesta tua história:
o primeiro é partirem do princípio de que os polícias iam ficar com o dinheiro. É um problema quando o pensamento geral perante aqueles que estão aqui para nos defender e proteger é tão negativo. Não me parece que tenham mesmo ficado com o dinheiro.
O segundo é que os cartões têm código, sim. Só os estrangeiros é que têm de ser acompanhados de assinatura. Essa é que o funcionário pode esquecer-se de pedir, mas regra geral, não passam.

Palavra Já Perdida disse...

Também me parece que eles só entregaram a carteira com os documentos e achada por eles...
por isso, tens a consciência tranquila, é o mais importante!

Anónima disse...

Olá Panda

Eu concordo com a Espiga de Trigo. Não podemos pensar assim. Assim como eu sou honesta outras pessoas o podem ser também, se não forem é como eles.

Achei bem e correcto vocês não terem ficado com o dinheiro, pois como o teu marido diz a vossa consciência fica tranquila.
Eu gosto de fazer como gostaria que fizessem comigo.

Beijinhos

Mamã de Peep-Toe disse...

Fizeram bem. Nada como pessoas honestas! Já vai faltando!