among us

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Deixem apitar o comboio!


Eu não sou gaja de gostar particularmente de música pimba, que não gosto. Mas sou gaja que ganha a vida a vender cd's e sei que não há nada para animar o pessoal como a música pimba a passar numa loja quanto mais numa festa. Já li mais que uma vez em blogs noivas a dizer: "ah e tal música pimba no casamento é que não, muito menos o apita o comboio".
BOOOOOOOOORING!
Vamos lá a esclarecer: o "Apita o Comboio" é uma tradição milenar da cultura portuguesa (ok se calhar milenar não, mas já é menino para ter décadas) e deve ser respeitado como tal. Eu também não gosto lá da "bicha" que a malta forma com as mãos nos ombros uns dos outros à volta das mesas, fujo disso como o diabo da cruz, mas a cara dos avós e das tias e dos convidados mais alcoolizados e dos que aproveitam essa altura para colocarem a mãozinha no ombro da paixoneta desse dia, pá? A vontade deles também conta.

E se é para ser uma festa que tenha de tudo: o esperado e inesperado, digo eu.

4 comentários:

ariel disse...

acho q deve haver para todos os gostos!!!

Plim disse...

Nem que seja para começar a animação da festa, vamos embora pimbalhar!! xD

ahahah =P

*Lili* disse...

Eu concordo! Até porque já estive em alguns casamentos em que a maior parte dos idosos são completamente deixados de parte, não porque o fazem propositadamente mas porque a música não é do seu agrado. Hoje em dia a música baseia-se na actualidade, e os velhos albuns com músicas lindissimas? Deixam-se fora de vista (neste caso dos ouvidos?) para nunca mais serem lembrados? Bom momento para recordar! :)

http://realdreams-liliana.blogspot.com/

Manuela disse...

Querida Panda, é mesmo assim, tal e qual descreves: muitas avós e tias dançam só uma vez por ano e ao som somente destas musiquinhas ;))