among us

domingo, 8 de abril de 2012

O meu milagre de Páscoa

Hoje ao fim de alguns anos vi a "minha velhinha".
Tinha eu 16 anos e trabalhava numa pastelaria aos fins de semana, a velhinha distribuía pão de porta a porta, foi o que fez toda a vida. Na altura ela parecia-me ter já uns 80 anos, mas andava bem, devagar mas bem, sempre agarrada à grande saca de papel com pão que enchia às 7h e pelas 10h novamente na pastelaria onde eu trabalhava.
Ela ralhava-me muito, porque ralhar era dos seus passatempos preferidos... resmungava porque o pão estava escuro ou muito branco, porque não gostava dos meus brincos ou dos sapatos, porque o cliente que eu estava a atender era um mal educado... e eu achava-a uma figura amorosa, dava-lhe um grande abraço e chamava-a de "minha velhinha". Foi assim durante 2 anos, eu mudei de emprego e deixei de a ver. Curiosamente lembrava-me muito dela e há uns 4 anos lembro-me de passar por ela de carro e fiquei contente por ver que ainda era viva.
Hoje fui à missa pascoal e vi uma senhora parecida e juro que saí da igreja com a minha velhinha na mente, mais uma vez perguntava-me se ainda estaria viva, e não é que quando vou a caminho de casa a vejo a entrar, com a saca do pão no braço, numa casa que não fica a mais de 20 metros da minha.
Estou com um sorriso de orelha a orelha, a mulher afinal mora aqui perto e eu não sabia, e está rija como sempre!

6 comentários:

Petra disse...

Tão bom quando aquilo que nos diz tanto continua tal e qual o que era... percebo bem o teu sentimento... bjo

Alexandre disse...

Essas surpresas são mesmo fantásticas :)boa páscoa

Bernardo disse...

https://www.facebook.com/pages/Apontamento/148429151889831

Turista disse...

Querida Pandas, agora só falta ires ter com ela e dar-lhe um grande abraço! :)
Beijinhos e bom domingo de Páscoa.

S* disse...

Que bela coincidência!

Andy disse...

Que texto bonito. :')
Beijinhos