among us

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

A saga de Adelaide Ferreira

A Flash vem com a notícia de capa de que a filha de Adelaide Ferreira, de 15 anos, está detida no Brasil porque praticou aborto.
Ora... eu já falei aqui no blog da Adelaide Ferreira, um ódiozinho que tenho dos meus tempos de jornalista dada a falta de simpatia e humildade.
Ora quando a entrevistei foi num concerto solidário que vários artistas fizeram para reunir dinheiro para uma cadeira de rodas. O objectivo era nobre mas ela não. E uma das coisas que me lembro de comentar com o cameraman foi o facto da filha dela, que não teria mais de 11 anos, dançar como bailarina da mãe. Assim de mini saia e soutien de lantejoulas como as adultas.
Uma criança de 11 anos até pode subir ao palco, cantar e dançar mas nunca de soutien e mini saia de lantejoulas como se fosse uma mulherzinha. Isso é sexualizar a criança e não parecendo todas estas coisas têm impacto na formação do carácter.
Não me querendo alongar mais, há adolescentes de facto muito problemáticos, que fogem ao controlo dos pais, mas salvo uma excepção ou outra tudo o que se vê num ser humano é muito fruto da educação que recebeu. E se antigamente os pais eram demasiado severos com os filhos, hoje em dia são muito permissivos.
Na revista Flash vem a seguinte declaração do pai da menina: "Quem é que deixa uma filha, de 15 anos, ir para um país como o Brasil, com um rapaz mais velho?"
Sim, quem?
E quem é o pai que deixa que uma mãe deixe uma filha ir para o Brasil...

6 comentários:

Karina sem acento disse...

Concordo contigo! Tanto o pai como a mãe são responsáveis pelos filhos!

aQ disse...

Além disso, diz ela que esteve a assinar os papéis para autorizar a filha a casar, com 15 anos?
Quem semeia ventos colhe tempestades!

mirronette disse...

É óbvio que o pai também é responsável, até porque para uma menor sair de Portugal tem que ter uma autorização para viajar, reconhecida no notário. Os meus pais são divorciados e para eu poder visitar a minha mãe tinha que ter esta autorização, sempre! Portanto o pai sabia que a filha ia para o estrangeiro...se a mãe andava por cá ele não estranhou? É o deixa andar e depois arrependem-se...

Quel* disse...

A culpa é dos dois, obviamente. A miuda tem 15 anos, logo tinha de ter uma autorização dos dois pais para sair do país. Agora vao andar a jogar à batata quente, de certeza.

Petra disse...

Coitada da cachopa, tem uma mãe doida e um pai irresponsável, dado que ambos devem educá-la.

Plim disse...

Pois....porque se ela é menor só pode sair do país com autorização de mãe E pai! Ou as coisas mudam dependendo do tipo de guarda depois da separação?!